1⁰ Domingo Agosto – Dia do Pai Celestial Clique Aqui.

Mensagens à Anne

Introdução

Concilio Vaticano II. Fonte: mostholyfamilymonastery.com

Concilio Vaticano II. Fonte: mostholyfamilymonastery.com

Quando se estuda a historia da Igreja Católica, não é dificil encontrar literaturas que mostram o quanto ela sofreu com ataques e perseguições de pessoas, Reis e governantes poderosos. Ainda hoje, a Igreja Católica é alvo não só por agentes externos, mas também por parte de sua hierarquia interna, com o objetivo de deformá-la e distorcer os verdadeiros  ensinamentos de Cristo. Tentam aniquilá-la implementando ideologias, alterando estatutos, introduzindo falsos ensinamentos e alterando os ritos litúrgicos.

john_paul_ii_kisses_koran

Ecumenismo – João Paulo II beija o livro Corão

A introdução do Vaticano II, por João XXIII permitiu amplamente a disseminação das ideias modernistas em todo o clero e nos mais diversos níveis da hierarquia da igreja por todo o mundo. O ecumenismo defendido por alguns papas, incluindo João Paulo II e Bento XVI, contribuiram para a degradação da Igreja Católica fundada por Cristo, rebaixando-ao nível das demais religiões.

Têm-se vendido e destruído Minha, Única, Santa, Católica e Apostólica Igreja. Vendido às comunidades inter-religiosas e a destruído de dentro e de fora. Não é isto amargo para Mim na Trindade, Meus amados? (…)” (O Pai Celestial fala: 11 de Abril 2010).

O modernismo é um somatório de todas as heresias, diz o Papa Pio X. Deveria-se ser unidas no modernismo todas as principais doutrinas filosóficas com os ensinamentos da Igreja. Dentre elas estão o evolucionismo (tudo está em desenvolvimento) e do agnosticismo, que eventos sobrenaturais não pode ser detectado de forma confiável, até mesmo Deus, céu e inferno. Uma outra é a teoria da libertação que trata-se de uma heresia materialista, apresentando uma visão do mundo contrária à da doutrina da Igreja Católica e disfarçados com vocabulário aparentemente cristão.

O ecumenismo é uma palavra usada antes do Concílio Vaticano II para indicar o compromisso apostólico de converter todos ao catolicismo. Concílio “ecuménico” é um concilio geral universalmente vinculativo da Igreja Católica, como o Concílio de Trento. Depois do Concílio Vaticano II e, como resultado dele, o termo assumiu um novo significado. O “ecumenismo” agora descreve o movimento para a igreja unir-se com, aceitar, endossar e/ou orar com seitas heréticas e falsas religiões.

Infelizmente, na igreja católica continuar-se a promover o falso ecumenismo religioso. Evangélicos Protestantes, islâmicos, Judeus, hindus, budistas entre outras, formam agora uma grande comunidade, que está muito longe da verdadeira Vontade de Jesus Cristo. Jesus fala aos cristãos evangélicos em 25 Julho de 2004, através de Anne Mewis:

“Gostaria que os cristãos evangélicos voltassem a encontrar a Minha igreja através de Minha Mãe celestial. Ela é a Mãe da Igreja para o mundo todo. Isto é o que Eu entendo sobre ecumenismo.

Nós, cristãos católicos, não devemos nos aproximar deles (protestantes) e não fazer um pacto com eles, como está acontecendo agora em quase todas as comunidades da Igreja Católica. Somente em Minha Igreja Eu estou presente em corpo e espírito.

Quem não está nessa crença (fé católica), também não deve, irreverentemente, receber-Me. Se algo assim acontecer na Minha igreja, Eu não estou presente. Estes cristãos evangélicos devem ser ensinados pelos sacerdotes em Minha verdadeira doutrina, mas antes de tudo, vir até Mim na Santa Confissão.

Se eles recusarem isso e não sentirem nenhuma vontade de serem acolhidos na Minha igreja, então Eu não gostaria que eles recebessem a Minha Sagrada Comunhão. Essa postura Eu sinto como um pecado grave. É uma desonra brutal à Minha Santíssima Eucaristia, Meu Corpo e Sangue. Diante disso, os sacerdotes responderão diante de Mim. Eu amo muito todos eles e Meu coração vai se entristecer mais uma vez. Comuniquem este Meu pedido e seja obediente e humilde. Eu estou sempre com você e não tenha medo. Eu Sou misericordioso e manso de coração.” (25 Julho de 2004 – Jesus Cristo fala)

Mas o número daqueles que afastam da verdadeira doutrina católica aumenta consideravelmente. Além disso, o cenário de apostasia e distorção das verdades do catolicismo e a contaminação de grande parte dos pastores da Igreja Católica mergulhados no modernismo, contribuem também para que os fiéis abandonem a verdadeira fé. 

Porque este cenário de destruição está a acontecer dentro da igreja?

Os comunistas e os maçons tem sempre feito esforços para infiltrarem-se na Igreja Católica e designaram um grande número de seus homens para fazerem parte do sacerdócio e em altos cargos da igreja com o fim de debilita-la e atacá-la. O Papa Leão diz no Dall’alto, #2, 15 de Outubro de 1890, que estas pessoas são „Possuídas pelo espírito de Satanás, do qual são instrumento, ardem como ele de ódio mortal e implacável a Jesus Cristo e à sua obra; e esforçam-se por todos os meios em derrubá-la e eliminá-la.”

Para alcançarem seus objetivos introduzem ideologias modernistas e promovem o ecumenismo das igrejas. Na sociedade, destroem os princípios éticos judaico-cristãos nos sistemas normativos da atualidade. Estes valores universais evoluiram ao longo da historia e são imutáveis e, como uma bússola, vem contribuindo para o aprimoramento dos Direitos Humanos, tanto no âmbito interno das nações, como no plano internacional. A ética cristã se destaca, portanto, como princípio norteador para o fortalecimento do moderno Estado democrático e humanista de direito. Sem estes, a humanidade corre o risco de retroceder à barbárie, tornando a pacificação social e a busca da plena justiça, na atualidade, um ideal impossível de ser alcançado¹.

O estado do Clero e da Liturgia da Igreja Católica 

missa_palhaço

Vestem-se como um palhaço num absoluto escárnio de Deus.

A mudança no comportamento dos sacerdotes devido ao modernismo, tem sido acompanhada por diversos escândalos, sendo alguns até mesmo de conhecimento público. Muitos perderam a fé e outros já não se interessam mais pela palavra de Deus. Alguns celebram missa-palhaço. Outros quase nus, enquanto dançam à volta do altar ou fazendo outros abomináveis actos de equilíbrio. Na Alemanha, por exemplo, já não há sequer um bispo que nao esteja envolvido com a maçonaria.

Vós (sacerdotes) não acreditais e continuam a celebrar este banquete e estão no engano. Nada pode separár-vos deste banquete, apesar de vós saberdes que o protestantismo e o ecumenismo estão implicados e (vós) confundis tudo. E um terrível caos surgiu na Igreja de hoje. Tudo está destruído. Nada é deixado” (24 Novembro 2013)

Alterações profundas também foram feitas na liturgia, como por exemplo, descrito naquilo que se chama Sacrosanctum Concilium, concluído por Paulo VI. Dentre alguns pontos publicados neste documento encontra-se a supressão da Missa Tridentina tradicional, por um serviço protestante inválido, conhecido como a “Nova Missa” ou Novus Ordo Missae (a nova ordem da Missa). A “Nova Missa,” por si só, tem sido a responsável pela saída de milhões de pessoas da Igreja Católica. Abaixo encontra-se uma das alterações implementada nas palavras no ato da consagracao.

‘”…QUE SERÁ DERRAMADO POR TODOS VÓS PARA REMISSÃO DOS PECADOS”. Retirou-se a palavra MUITOS e colocaram TODOS.

As palavras de consagração originais são:

“…QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR MUITOS PARA REMISSÃO DOS PECADOS”

O Senhor Deus adverte os malfeitores pela alteração das Suas palavras de consagração:

“Por que vós tendes mudado as palavras de consagração? Vós tendes colocado a palavra“todos”. É correto que a vós ainda hoje resistais em admitir a palavra “muitos”. Isto são Minhas palavras de consagração. São Palavras de Meu Filho Jesus Cristo que NUNCA se pode alterar nem mesmo um Jota – NUNCA. E tem-nas alterado. E ainda hoje, nas igrejas modernistas, esta palavrinha “todos” vai ser utilizada. Ele salva a todos, Meu Filho? Sim, sim todos! Mas todos tem dito “Sim” para esta Salvação? Não, isto não! Também hoje não, apesar que Eu os amo muitíssimo, apesar que Eu peço a todos para retornarem ao Meu amoroso coração. Eu desejo isto muitíssimo. “(30 de Maio de 2013).

Devemos nos afastar da Igreja modernista, mas nunca da Verdadeira Igreja de Cristo.

Não é desejo de Deus que nos afastemos da verdadeira igreja de Jesus Cristo, mas sim do modernismo da igreja católica. Ele alerta sobre as práticas da igreja modernista e, seguí-la, é condernar-se à perdição. O panorama de grande confusão, incredulidade e distorção dos ensinamentos de Cristo se espalha até os mais altos níveis da hierarquia da igreja. É indispensável a Graça de Deus para orientar os fiéis no caminho de Sua Verdade. Em diversas mensagens Deus, Jesus Cristo, Sua Santíssima Mãe pedem para os fiéis afastarem, urgentemente, destas práticas modernistas e de seus respectivos pastores. E deixa bem claro que os sacerdotes que desejam verdadeiramente abraçar a verdadeira fé católica, devem celebrar a Santa Missa Tridentina, segundo Pio V.

Os fiéis podem celebrar a Santa Missa em suas casas, caso não se encontre nenhum sacerdote que se submeta à este pedido de Deus. Nas outras celebrações, consideradas modernistas, Deus diz que, nestes tabernáculos, aparentemente Santos, Jesus já não está mais presente.

“(…) Ide para a Santa Confissão junto de um padre santo, mas nunca à um padre que está no modernismo. Esta confissão não é mais válida. Porque? Porque Eu, o Pai Celestial, retirei Meu Filho destes tabernáculos. Ele não está mais presente. Fujam destas igrejas modernistas. Ide para vossas casas, senão vós ireis vivenciar algo mal aí. Nestas igrejas realizaram-se tanto mal que vós não podeis imaginar (…).“(28 Julho de 2013 – O  Pai Celestial Fala).

“E o que se passa com os sacerdotes? Eles querem celebrar de fato a Santa Missa (Tridentina, Pio V), conforme o DVD que se pode pedir, que em muitos países tornou-se conhecida e porque ela é Santa? Ai, é santidade pura. Percebe-se isto. Ai, eles podem criar o amor. Ai, eles não irão ser desencorajados da verdadeira fé e serem conduzidos ao engano. Ai, está a verdadeira fé que conduz o coração ao íntimo e à fé profunda, que o abre. Com isso o amor pode novamente fluir para dentro dele (04 Outubro de 2010 – O  Pai Celestial Fala).

A Graça e a Bondade de Deus e Seu amor pelo Seu povo é tão grande, que diante a ausência de sacerdotes que celebrem neste rito, Ele pediu ao Seu Filho e Servo Padre Lodzig que gravasse um DVD com a Santa Missa e Adoração, para que os fiéis, pudessem celebrar o Santo Sacrifício em casa.

O Padre Lodzig é um dos únicos sacerdotes na Alemanha que celebra a Missa Tridentina segundo Pio V. Deus, depois de contactar diversos sacerdotes, através de sua serva Anne, encontrou somente nele, Padre Lodzig, o seu “sim” incondicional e, este, tornou-se confessor de Anne e celebrante do Santo Sacrifício neste Rito canonizado.

“(…) Ainda vós podeis celebrar em suas casas o Santo Sacrifício, segundo Pio V, que está neste DVD, que foi enviado a todo o mundo pela Dorothea. Ainda vós podeis afastarem-se destas igrejas modernistas em que o diabo está em fúria. Nos tabernáculos, Meu Filho Jesus Cristo, já a muito tempo, nao está mais presente. Os modernistas assumiram tudo  (20 Outubro de 2013 – O  Pai Celestial Fala). 

A Santa Missa pode ser celebrada todos os dias, para quem tem condições de fazê-la. Mas quem não tem, deve celebrá-la aos domingos. O desejo de Deus é que a adoração ao Santíssimo seja feita às quintas-feiras. A descrição do Rito pode ser encontrada aqui.

A obediência à Francisco e à hierarquia da igreja modernista.

O concílio Vaticano II abriu caminho para as alteracoes profundas que se ve hoje na igreja católica. Uma delas é a promoção do ecumenismo em estágio avançado promovido pelos últimos papas, incluindo Francisco. Francisco além de promover o ecumenismo abertamente, não mais se compromete com o magistério da Igreja Católica. Muito de seus discursos não vão mais de encontro com os ensinamentos defendidos por outros Santos Papas, como Santo Pio X. Em algumas mensagens o Pai Celestial faz algumas menções à Francisco:

“(…) Agora, que a igreja católica esta totalmente devastada ao chão, Schönstatt² não percebe que não podem prestar obediência a este papa (Francisco) e não honrá-lo e louvá-lo. Pelo contrário, eles (sacerdotes) devem distanciar-se dele, porque ele não obedece ao Pai Celestial. Ele não ajoelha sequer uma vez diante de Meu Filho Jesus Cristo. Ele não honra o Santíssimo Sacramento do Altar. Ele difama a Santa Missa, a única verdadeira Santa Missa, segundo Pio V. em Rito Tridentino, que somente na fé católica existe e que se encontra na Verdade. (15 de Setembro de 2014 – A Mãe de Deus fala).

Como está isto com este falso profeta Francisco? Agora que está sentado no trono de Pedro, corresponde ele à plena verdade? Vós deveis seguí-lo? Não, Meus amados! Vós não deveis seguí-lo. Ele foi eleito no conclave pelos maçons através da manipulação. Isso veio em seguida, para fora. E, assim, ele é o falso profeta, um herege, um anticristo, assim como o Meu anterior Papa, que pediu demissão de seu cargo, Meu Benedetto, a quem Eu escolhi como Pastor Supremo e não seguiu-Me, mas sim, em Assis, destruiu e traiu a Minha verdadeira Fé Católica e, desta forma, tornou-se um herege e anticristo. Esta é a Minha plena Verdade, Meu pequeno rebanho amado . E vós, Meus queridos seguidores, devereis seguir essas palavras e instruções? Muitas vezes vós não percebeis isso, quando esse falso profeta Francisco aparece em cena e pronuncia palavras satânicas. (10 de Outubro de 2013 – O Pai Celestial fala)

“(…) Eu tomei o Cetro em Minha mãos porque esta Autoridade, o chamado Papa, o falso profeta, sentou-se nesta Santa Cadeira, ou seja, foi escolhido pela maçonaria. Toda a autoridade encontra-se na descrença e na incredulidade”. (24. Augusto 2014 – Décimo primeiro domingo após Pentecostes).

O falso profeta, Francisco I., como ele chama a si mesmo, não foi nomeado por Mim. Ele foi escolhido pelos maçons na Capela Sistina no conclave. Lá eles têm cometido abusos e excessos. Ele espalha uma fé impura, uma ilusão e não está na verdade. Pelo contrário, ele continua a conduzir estes Modernistas à frente e muitos, muitos vão acreditar nele, e serem puxados para baixo no abismo (21 de Julho de 2013 – O Pai Celestial fala).

“Também este papa Francisco é maçom. Vos não reconheceis isto, Meus amados, o que ele faz? Ele proíbe até mesmo o Santo Sacrifício no rito Tridentino que Eu, o Pai Celestial, estabeleci através do Meu Filho Jesus Cristo na Quinta-feira Santa. Somente este Santo Sacrifício, segundo o Rito Tridentino de Pio V é válido, pois ele foi canonizado. E depois de tudo ele foi alterado pelo Santo Padre, o Papa João XXIII. Cada vez mais este rito tornou-se modernista e, hoje, não há mais Santo Sacrifício nestas igrejas modernistas que estão arruinadas ao protestantismo e ao ecumenismo. Esta Igreja Católica está agora completamente destruída . Eu vou colocar o Vaticano em escombros e cinzas. Acredite em Mim, Meus Filhos, lá não existe mais disponível a paz divina. O poder divino tornou-se irrelevante. O próprio poder está em primeiro plano, o próprio poder da Cúria. Eles determinam e este Francisco, o falso profeta, será homenageado pelo povo. (01 Novembro de 2013 – O Pai Celestial fala).

Os vídeos abaixo do Prof. Carlo Nogué, denominado “Papa Herético” dá uma excelente explicação sobre o conceito do que é ser um Papa hérético à luz de Santo Tomás de Aquino e de outros teólogos. O prof. Carlos Nogué é um especialista nos estudos de Santo Tomás de Aquino e no vídeo, ele aborda alguns exemplos considerados heréticos na hierarquia da igreja e finaliza fazendo uma breve panoramica da atual hierarquia que navega totalmente na direcao contrária do magistério.

Porque celebrar a Missa no Rito Tridentino?

papa_sao_pio_X_celebra_santa_missa

Papa São Pio X celebra Santa Missa

A Missa no latim tradicional, canonizada pelo Papa Pio V, é o culto mais sagrado no rito Romano da Igreja católica. Em sua bula Quo primum em 1570, Pio V proibiu qualquer tipo de alteração à esta missa dizendo:

 “Pois bem: a fim de que todos abracem e observem em todas partes o que lhes fora transmitido pela sacrossanta Igreja Romana, Mãe e Mestra das demais Igrejas, no futuro e pela perpetuidade, proibimos que se cante ou se recite outras fórmulas que não aquelas em conformidade com o Missal editado por Nós… Assim pois, que absolutamente a nenhum homem seja lícito infringir, nem por temerária audácia opor-se a esta página de Nossa permissão, estatuto, ordenação, mandato, preceito, concessão, indulto, declaração, vontade, decreto e proibição. Mas se alguém, contudo, se atrever a atentar contra estas disposições, saiba que incorrerá na ira de Deus omnipotente e dos bem-aventurados Apóstolos Pedro e Paulo.”
Papa São Pio V, Quo primum tempore, 14 de Julho de 1570

As observações de Pio V foram negadas, principalmente após introdução do Vaticano II, pelo então papa João XXIII. Mas esta sempre foi a única Santa Missa válida, segundo a vontade de Deus, e a única onde o Seu Filho realmente se transubstancia. O Senhor e Sua Santíssima Mãe também confirma a necessidade de celebrar a Santa Missa Tridentina em suas mensagens:

Porém, eu vos digo, Meus amados, somente nesta Santa Missa Tridentina o Meu Filho, Jesus Cristo, está presente em Corpo e Sangue. Neste Santo Sacrifício Ele deixa-se transformar nas mãos de um santo padre. Isto é importante, Meus amados, mas não nos banquetes que estes padres modernistas ainda sempre festejam e que pertencem aos maçons. Eles não podem diferenciar entre banquete e Santo Sacrifício. Sacrifício tornou-se estranho para eles. (13. Março 2011 – O Pai Celestial fala).

Eu tenho-lhes sempre advertido como Mãe da Igreja, que celebrem o Santo Sacrifício no Rito Tridentino segundo o Papa Pio V. Eles têm obedecido a este desejo do Pai Celestial? Não! Ainda hoje eles negam o Santo Sacrifício. Sim, eles o perseguem e são hostis à esta celebração. (…). (7 de Maio 2011 – A Mãe de Deus fala)

A contra reforma liturgica, para retornar toda a atual celebração para o Rito segundo Pio V, foi inicada por Bento XVI, mas esta, acabou por sofrer várias resistencias internas. O próprio Bento XVI, em seu pontificado, acabou também por não celebrar o Santo Rito desta Missa, segundo Pio V.

“Este é o Sacrifício do Meu Filho Jesus Cristo, no verdadeiro rito tridentino segundo Pio V, que foi canonizado. Deve ser celebrada em todas as igrejas. O Motu Proprio, que o Meu Papa Benedetto anunciou naquele tempo, ele mesmo não o levou sequer a sério. Ele mesmo nunca celebrou a Santa Missa Tridentina, nem mesmo segundo o Papa João XXIII, após 1962, e nem o Santo Sacrifício Tridentino segundo o Papa Pio V, embora ele saiba com precisão das Minhas mensagens. Vós o tendes enviado. Ele recebeu-as e leu-as. E ainda assim, ele não dá um passo para trás (…). (10 Outubro 2013 – O Pai Celestial fala).

O vídeo abaixo, ministrado pelo prof. Alberto Zucchi na Associação Católica Kolpin, descreve o contexto em que se encontrava a liturgia e os motivos que levou Bento XVI a iniciar a contra reforma litúrgica. Os temas que o professor aborda são:

1.1. Que fatos demonstram a reforma litúrgica de Bento XVI
1.2. O que levou o papa a fazer essa reforma?
2. Considerações históricas
2.1. O mundo contra a Igreja
2.2. Como adaptar a Igreja ao mundo?
3. A origem da missa “nova” ou missa modernista.
3.1. O Concílio Vaticano II.
3.2. Falta de participação popular?
4. As consequências da nova missa.
5. Críticas à nova missa.
5.1. Críticas gerais .
5.2. Críticas do cardeal Ratzinger
6. Conclusão

O que fazer diante desta crise da fé na igreja.

As mensagens do Pai Celestial orienta os fiéis a procurarem somente a Missa Tridentina no Rito Pio V. nas paróquias em que estas são realizadas. Caso não haja sacerdote em parte alguma que a celebre, entao celebre-a com sua família em casa com recurso ao DVD e o missal disponíveis para download. Além da Santa Missa, segue-se outras ações conhecidas, como o jejuar, confessar, expiar pelos pecados dos homens (principalmente sacerdotes), adoração ao Santíssimo e rezar o Santo Rosário diariamente.

Outro pedido do Pai Celestial é que se difunda estas mensagens às famílias e ao maior número de pessoas possível. Consagre-se sempre ao Imaculado Coração da Virgem Maria, utilize todo o tempo para estar em comunhão com Jesus e pedindo o discernimento ao Espírito Santo. O ambiente de oração, fé e confiança em Deus são muito importantes neste momento em que o caos tende intensificar-se. O Pai Celestial é o Soberano sobre o mundo e tudo se encontra em perfeita harmonia com Seu Plano, mesmo neste caos.

“Não olhe para trás. Viva o momento. Isto é importante para você. Aproveite cada dia, cada minuto e ore, silencie, pois no silêncio você vai tirar a força de Deus.” (6. Janeiro 2006)

Caso tenha interesse em receber as mais recentes mensagens do Pai Celestial, cadastre o seu E-mail.

1 – Ética Judaico Crista e sua influencia no direito

2 – Schönstatt: Movimento ligado à Mãe Amorosa 3 Vezes Admirável de Schönstatt, Alemanha.