A Comunhão Espiritual.

A comunhão espiritual é uma medida de nossa fé e de nosso amor a Eucaristia. No Evangelho, Jesus disse que é preciso “orar em todo tempo e não desfalecer” (Lc 18, 1). Ou seja, a comunhão espiritual é uma forma excelente de oração que está sempre ao nosso alcance. Um exemplo de comunhão espiritual foi quando um pagão, como o centurião romano (Mt 8, 5-17), viveu a experiência da comunhão espiritual quando disse: “Senhor, eu não sou digno de que entrei em minha casa mas dizei uma só palavra e meu servo será curado”. Este servo é hoje a nossa alma.

As pessoas que não podem comungar sacramentalmente, poderá fazê-lo espiritualmente. Muitos ainda não compreendem isso, mas um doutor e bispo da igreja, Santo Afonso Maria de Ligório, que fundou a Congregação dos Padres Redentoristas, diz o seguinte da comunhão espiritual:

“Consiste no desejo de receber a Jesus Sacramentado e em dar-lhe um amoroso abraço, como se já o tivéssemos recebido”.

Os Santos comungavam espiritualmente muitas vezes durante o dia. O mesmo podemos fazer parando uns instantes e desejar profundamente receber o Senhor Jesus em sua alma e ficar conversando com Ele um instante.

A comunhão espiritual poderá ter tanto ou até maior fruto que a mesma comunhão eucarística, dependendo do fervor com que a pessoa se empenhe nesse encontro com Jesus. Visitar ao Santíssimo no Sacrário, ou participar de uma adoração ao Santíssimo no Ostensório, são excelentes oportunidades para se Comungar espiritualmente.

 Durante a Santa Missa, também é possível fazer esta comunhão espiritualmente, caso a pessoa esteja impedida de receber Jesus Cristo sacramentalmente. Importante observar que, aquelas pessoas que se encontram em pecado grave, devem primeiramente regularizar sua situação pessoal (recorrer ao Sacramento da Penitência) para depois receber comunhão espiritual.

Nas mensagens enviadas à Anne, o Pai Celestial orienta que a comunhão espiritual é a que terá lugar quando se realiza a celebração da Santa Missa no Rito Tridentino, segundo Pio V., com recurso ao DVDMuito importante é apresentar-se vestido devidamente, pois se trata de uma Santa Missa em toda a devoção.

“Muitos já se unem nesta Santa Ceia, e eles têm, assim, um Santo Sacrifício válido. Meus amados fiéis, é também possível para vós se conectarem todos os dias às 9.30 horas no Rosário e às 10.00 horas no Santo Sacrifício TridentinoVós recebeis a Comunhão espiritualmente e tendes uma Santa Missa válida. (…)” (14 setembro 2010 – Jesus Cristo na Santíssima Trindade fala).

“Celebrai o Meu Santo Banquete Sacrificial diariamente em vossas casas por um certo tempo (…). Apresentai-vos diante de Meu tabernáculo apropriadamente vestidos e recebei espiritualmente a Minha Santa Comunhão, Eu mesmo em Corpo e Sangue. Este é o Meu último caminho para vós, Meus filhos. Permanecerá um pequeno rebanho e muitos ainda não irão querer seguir este caminho.” (O Pai Celestial fala – 27 Abril 2008).

Diversas orações que podem ser feitas a qualquer momento ou no momento da comunhão espiritual durante o Santo Sacrifício da Missa. Abaixo há uma oração de Santo Afonso Maria de Ligório . Estas orações ajudam-nos a fazer a comunhão espiritual com grande devoção:

“Oh Jesus meu, creio que estais presente no Santíssimo Sacramento, te amo sobre todas as coisas e desejo receber-Te em minha alma. Já que agora não posso fazê-lo sacramentalmente, venha ao menos espiritualmente a meu coração. Como se já tivesse recebido, te abraço e me uno todo a Ti, não permitais, Senhor, que volte jamais a abandonar-Te. Amém”. (Santo Afonso Maria de Ligório)

Outra oração traduzida do alemão

“Aos Teus pés, amado Jesus, eu me prostro e Te envio a dor de arrependimento de Meu coração contrito. Eu curvo-me profundamente em meu nada diante de Tua Santa presença. Eu Te adoro no Sacramento de Teu amor, no indescritivelmente imenso e Santo Sacramento do Altar. Eu Te desejo receber na miserável morada, que a minha alma pode Te oferecer. Na expectativa da felicidade da verdadeira Santa Comunhão eu gostaria de Te receber espiritualmente. Vinde até mim, amado Jesus, pois eu vou até a Ti. Que o Teu amor possa encher todo o meu ser em vida e em morte. Eu acredito em Ti, eu espero em Ti, eu Te amo. Amém.”

Mais informações sobre a comunhão espiritual, pode-se encontrar no link a seguir.

http//derradeirasgracas.com