8 Setembro 2017 – Sexta Feira. Festa da Natividade da Virgem Maria.

Mensagem da Mãe de Deus à Anne.

8 Setembro 2017 – Sexta Feira. Festa da Natividade da Virgem Maria. A Mãe de Deus fala após o Santo Sacrifício da Missa Tridentina, segundo Pio V., através de Seu solícito, obediente e humilde instrumento e filha Anne.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Eu, a Mãe de Deus e a Rainha da Vitória e Rosa Rainha de Heroldsbach, falo hoje, dia 8 de setembro e festa de Meu nascimento, através de Meu solícito, obediente e humilde instrumento e filha Anne. Predeceu-se um devoto Santo Sacrifício da Missa no Rito Tridentino segundo Pio V. Hoje, o altar da Virgem Maria estava especialmente ornado com lírios brancos e muitas rosas brancas. O manto da Mãe de Deus era branco neve. Ela estava imersa numa luz dourada. Sobre o Seu manto branco haviam muitas estrelinhas douradas. Ela usava uma coroa dourada e nesta coroa haviam muitos diamantes pequenos, os quais brilhavam. Seu Rosário era também branco. Na terra, eu vi um tapete de flores repleto de muitas pétalas de flores de variadas cores.

O Rosto da Mãe de Deus estava transfigurado. Ela é sempre radiantemente bonita, porém hoje estava totalmente diferente. Ela me pareceu sobrenaturalmente bonita. Eu sentia que Sua pureza projetava-se para fora.

Ela viveu na terra como nós, porém, como Imaculada Conceição. Ela foi concebida na Santa Mãe Anna, através do Espírito Santo, mas não através da interferência do Santo Joaquim. A Mãe de Deus era mesma única, única de alma espírito e corpo. Isto nós não podemos ganhar em nossa vida humana. Esta singularidade e esta beleza é única, porque Seu Corpo era um com Sua alma.

Nossa alma torna-se um com o corpo na Santa confissão, quando nós recebemos a Graça santificante. Isto acontece somente numa Santa confissão válida, quando nós arrependemos  de nossos pecados de todo o coração, admitimo-los e os confessamos. Pelo fato de sermos pessoas pecadoras, podemos de novo já manchar a nossa alma no momento seguinte quando pensamos, dizemos ou fazemos algo pecaminoso. Nós não somos imaculados. A Mãe de Deus era desde o início Imaculada e também durante toda a sua inteira vida terrena. Ela subiuaocéucomoImaculadaConceição.

Se nossa alma fosse uma com o nosso corpo, então, após a morte, poderíamos também entrar no céu com o nosso corpo e nossa alma. Todavia, nós permanecemos pessoas pecadoras, as quais necessitam da Graça do perdão.

A Mãe de Deus não necessita de nenhuma confissão, pois ela permaneceu sem pecado, algo que nós não podemos imaginar. Esta pureza, este brilho, esta beleza, esta Graça, a qual Ela irradiou até o fim de Sua vida terrena era, assim, unicamente bela.Por isso, ela recebe também as muitas tarefas, entre elas a de que nós podemos chamá-La. Ela está ciente de todos os nossos problemas e preocupações. Ela sempre sabe o que nos pertuba. Ela nos conduz e nos guia. Ela Se dirige ao Pai Celestial e Ele não pode resistir à Sua singularidade. Ela implora (à Ele) que os nossos problemas sejam resolvidos, pois Ela sofre por nós como Mãe Celestial. Ela é tão bela e graciosa como nós jamais imaginamos. Nós também trazemos nossos problemas ao Pai Celestial, porém, se a Mãe de Deus apresenta nossos problemas ao Pai Celestial, Ele não pode deixar Seus pedidos por cumprir.

Nós podemos dirigir à Ela como Intermediadora das Graças e como Intercessora e Ela irá ouvir-nos. O Pai Celestial não pode resistir à sua pureza e à sua beleza. Somente Ela nos possibilitará a paz em nossos corações.

A Mãe de Deus falará hoje: Eu, vossa amorosíssima Mãe e Rainha da Vitória e Rosa Rainha de Heroldsbach, falo hoje nesta Minha festa do nascimento, através de Meu solícito, obediente e humilde instrumento e filha Anne, que se encontra totalmente na vontade do Pai Celestial e somente repete palavras que hoje vem de Mim.

Pequeno rebanho amado, amados seguidores e amados peregrinos e fiéis de perto e de longe. Eu, vossa amorosíssima Mãe e Rainha da Vitória, amo-vos hoje de maneira muito especial nesta Minha festa. Meus amados filhos, Eu sei que vós todos vos apressais até Mim nesta grande necessidade, na qual vós vos encontrais. Em torno de vós está a necessidade e a tribulação. A paz não está para se encontrar em parte alguma. Porém, junto de Mim, Meus amados, está a paz que Eu vos gostaria de transmitir.Eu irei auxiliar-vos nesta necessidade e não deixar-vos-ei sozinhos. Eu enviar-vos-ei Anjos que são prestativos em vossas necessidades e que vos auxiliem. Eu, vossa amorosíssima Mãe, conheço vossos desejos e necessidades e irei apresentá-los ao Pai Celestial.

Eu também irei aconchegar políticos, os quais tem uma grande responsabilidade pelo povo, junto de Meu Coração Maternal, pois eles não sabem o que fazer. Hoje, em especial, aconchego o Pastor supremo, os Cardeais, Bispos e também os sarcedotes no Meu Coração de Mãe. Eles todos têm a extrema necessidade de serem conduzidos por Mim para que eles alcancem novamente o caminho certo. 

Muitos estão diante do abismo eterno. São até mesmo milhares e milhares nos dias de hoje. Meus amados, podeis imaginar o quão amargo é para Mim o Meu coração que arde por amor, quando vejo todos estes sacerdotes junto do abismo e não posso preservá-los da eterna condenação? Eu sou sim Sua Mãe e espero por seus pedidos e súplicas. Eu espero que eles se consagrem à Mim para estarem protegidos. Eles podem refugirar-se para debaixo do Meu manto protetor. Lamentavelmente, eles são obstinados e teimosos. Quase todos os sacerdotes não se dirigem ao Meu Coração Materno. Assim está isto hoje, Meus amados filhos.

Meus amados, por isso vós sofreis, especialmente você, Minha pequena Anne; você que recebeu a missão mundial. Você experimenta somente rejeição, perseguição e sofrimento. Na terra, você não experimentará nada a não ser isso. Seu sofrimento é muito grande e incalculável. Porém, Eu, como Mãe Celestial, conheço suas preocupações. Eu carrego seus problemas com você. Você não está sozinha e vós, meus pequeno rebanho amado, estais também protegidos. Vós estais protegidos em Meu amor. Quereis vós também, Meus amados, refugiar-vos para o Meu protetor Coração de Mãe neste dificílimo tempo? Vós vivenciais num tempo de tribulações e catástrofes. Em todo o mundo acontece estas pertubações. Vós não podeis explicar-vos isto. Isto são prenúncios do céu para a grande intervenção do Pai Celestial.

A humanidade deve tornar-se ciente de que o Pai Celestial mantém tudo na mão. Ele carrega todo o mundo e guiará tudo para o bem. Ele tem o Cetro firme na mão. Ele conduz também o Pastor Supremo na verdade, quando este se sacrifica à Ele e não satisfaz seus próprios desejos, porém, em remorsos, arrepende-se e apresenta ao Pai Celestial suas transgressões. Se ele não faz uma confissão penitente válida, então ele não poderá ser salvo. Eu, como Mãe Celestial, gostaria também de proteger este Pastor Supremo sob o Meu manto protetor. Quão ansiosa olho para ele! Quão ansiosa olho para cada um único cardeal ou bispo, que se confia a Mim. Quão amargamente Eu tenho que sofrer hoje neste Meu dia de festa. A festa das Minha Sete Dores aproxima-se. Na próxima sexta-feira, vós celebrais esta festa. Vós estais também próximos da festa da Exaltação da Cruz e na terça-feira é a festa de Meu Nome.

Desonra-se hoje o Meu nome, quando se menciona a Mim como “Maria”, apesar de Eu ser a Mãe de Deus e a Portadora de Deus. Menciona-se a Mim somente como “Maria” e Me compara com todas as pessoas que levam o nome “Maria”. Primeiramente, Eu era a Maria, que recebeu a mensagem, para dar a luz ao Filho de Deus. Porém, hoje, Eu sou a Mãe de Deus. Eu sou a Chama de Amor, a qual tendes parte vós todos que Me honram, quando ides ao Pai através de Mim.  

Quando olhais para Mim, então vosso amor tornará maior. Vosso amor à Deus e amor ao próximo crescerá, até mesmo vosso amor ao inimigo. Vós tendes muito que resistir na terra. Quanto mais próximo estais da verdade, da verdadeira fé e da Trindade, mais tendes que perseverar. Vós não sereis medidos pelos sucessos, mas pelas falhas ireis crescer. Isto vós não deveis esquecer. Vossas falhas trarão frutos.

Olhai para o Meu Filho Jesus Cristo. Não sofreu Ele em Seu caminho da cruz por todo o mundo? Não estava Eu plena de sofrimento e compaixão como Mãe do Filho de Deus? Não sofri Eu indizivelmente por todo o mundo? Não olhastes vós as Minhas lágrimas?

Olhais então hoje, ao menos, para as Minhas lágrimas que Eu derramo por todas as pessoas, que não querem arrepender-se.Elas podem arrepender-se. Cada um, Meus amados, recebe raios de luz em sua alma. Através deste raio de luz, cada um pode arrepender-se. Cada um recebe Graças especiais. Cada pessoa tem entretanto a possibilidade de ficar a saber a verdade sobre a fé católica. Ninguém pode afirmar: “eu não sabia de nada e não pude todavia arrepender-me. Eu teria arrependido de bom grado, porém eu não pude”. Não, Meus amados, isto não corresponde à verdade.

Vós todos, Meus amados filhos, vós todos podeis arrepender-vos. Eu vos imploro: vinde ao Meu Coração Imaculado, pois aí estais protegidos. Aí, ireis perceber que vós, assim, podeis entrar na eterna glória e participar do eterno Banquete Nupcial. Vós tendes que olhar para este objetivo. A vida na terra é um tempo de preparação para o céu. Vós não tereis o céu na terra. Vós experimentareis exatamente alegrias, porém não sem cruz e sofrimento.

Se vós acolheis o sacramento da confissão, então isto é para vós a redenção e alívio de vossa vida terrena. Assim, experimentareis as alegrias terrenas e também o agradecimento. Não exigis porém, que possais já vivenciar o céu na terra. Isto não acontecerá. Eu, como Mãe Celestial, tive que experimentar muitas necessidades e preocupações na terra. Eu experimentei antes de vós o maior sofrimento. Portanto, vós não podeis exigir que a vossa vida somente consista de alegrias. Vós tendes que carregar o sofrimento e a cruz, e carregar em agradecimento; não com coração pesaroso, mas em agradecimento. Quando tornardes mais agradecidos, então percebereis que a vossa cruz torna-se mais leve.

Naturalmente, vós, Meu pequeno rebanho amado, tendes que carregar o maior sofrimento, porque a missão mundial está aí anexada. Isto não significa que vós não recebeis nenhuma Graça para carregar isto. Estas Graças recebeis em adição. Através destas Graças, vós estáis em principio capazes a suportar estas cruzes. Porém, isto trará frutos para muitos, caso vós as aceitais. Vós ireis crescer no amor. Disso, surge o amor à Deus e o amor ao próximo. No amor Divino podeis afinal gerir tudo. Tudo o que for imposto à vós, podeis superar.

Agora, abençoo-vos Eu, vossa amorosíssima Mãe, com todo o exército celestial e com os Santos na Trindade, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Vós sereis amados em especial pela vossa Mãe Celestial e Rainha da Vitória. Vós também alcançareis a vitória, caso vós perseverardes até o fim.