18 de Janeiro 2015 – O Pai Celestial fala após a Santa Missa Tridentina na Casa da Glória.

Mensagens do Pai Celestial Recebidas por Anne Mewis.

18 de Janeiro 2015 – O Pai Celestial fala após a Santa Missa Tridentina na Casa da Glória, em Mellatz, através de Seu instrumento e filha Anne, após quase 4 meses.

Anne: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. Hoje celebramos a festa da Catedral de São Pedro e no dia 18 de Janeiro de 2015 o dia da aliança da família Schönstatt.

O Pai Celestial fala: Eu, o Pai Celestial, irei hoje falar a vós, Meus amados seguidores, Meus amados filhos de Maria, através do Meu obediente e humilde instrumento e filha Anne, que sempre está na total vontade do Pai Celestial e agora repete as palavras que vem de Mim.

Meu pequeno rebanho amado, Meus amados seguidores de perto e de longe, queridos peregrinos de Heroldsbach e, especialmente, de Wigratzbad. Já há muito tempo que vós tendes esperado pela palavra do Pai Celestial. Eu sei de vosso anseio por Minhas palavras. Como vós pudestes verificar, Eu tinha previsto nesta missão mundial que Minha Pequena tinha que se submeter a uma operação do coração porque Eu assim o quis.

Esta operação transcendeu o humano, pois se Eu não tivesse Minhas mãos sobre Minha pequena Filha, ela não estaria hoje entre vós. Eu tenho conduzido tudo, até o Helicóptero no qual a trouxe até à clínica especializada que a operou com sucesso.

Como eu já vos comuniquei em agosto, Eu sozinho, conduzi as mãos dos cirurgiões senão, ela não estaria novamente acordada. Ela sentiu uma experiência de quase morte, de forma que ela já queria estar  no mundo sobrenatural de casa (no céu). Mas esta última, não era Minha Vontade.

A missão, Minha pequena, ainda não está cumprida. Por isto tu vais continuar a viver e tu vais se recuperar desta complicada operação. Como esta operação do coração evoluiu somente Eu, o Pai Celestial, posso testemunhar. Ninguém vai poder compreender isto, pois isto é um Milagre. A ti foi dada uma nova vida através do Pai Celestial na Santíssima Trindade, que o Seu Filho Jesus Cristo deixou fazer morada em seu coração. Ele continua a sofrer em ti.

Uma doença desencadeia outra, como Eu já vos comuniquei. Tu tens que suportar muitas dores. Seu sofrimento foi provado acima da medida. Mas o teu “Sim Pai” sempre veio de ti, mesmo quando as dúvidas quiseram te apanhar.

Agora, Minha pequena, tudo vai correr numa clínica na qual tu vais recuperar-se totalmente. Vai-se te ensinar, novamente, os primeiros passos na vida. Isto vai durar algum tempo, na qual tu vais ser provada sobre a carga da paciência. Não tenha medo e nem preocupações de que o Pai Celestial não está junto de ti. Pelo contrário, Eu tomo-te nos Meus braços nos tempos mais difíceis e te consolo. Mesmo quando tu não queres admitir que viveste os tempos mais difíceis, por todas as coisas na missão mundial, assim tem-se cumprido.

A fé e a profunda confiança no seu Pai Celestial não irão te deixar duvidar, mas tu vai sempre começar de novo. Assim Eu desejo também que todos vós continueis constantes na corrente de oração e vos agradeço por este grande fluxo de oração que veio a beneficiar a Minha pequena durante a difícil operação.

Dizer obrigado gostaria enfatizar outra vez a vós, permaneceis na unidade e na harmonia. Se há harmonia, então vós podeis alcançar tudo na oração e no fluxo de Graça. Estejam acordados, pois o mal vos circunda. Ele gostaria de vos separar da oração e do amor que a Mim refere. Mas Eu sou Pai o Onipotente e o Todo Poderoso no céu na Trindade. Vós ireis admirardes quão grandes milagres esperam por vós se vós resistis.

Continuais a sacrificar-te a Mim, ao Pai Celestial, Minha pequena, como vítima de cordeiro e pense sempre que a sua missão mundial pode exigir de ti o maior.

Eu te amo, Eu amo-vos e vos agradeço por vossa perseverança. O amor vai vos impelir a continuar a expiar e a aguardar o que vai acontecer através do Santo Sacrifício que um dia vai ser celebrada em todas as igrejas católicas, porém não no protestantismo.

E assim, Eu vos abençoo na Trindade, no amor, no agradecimento e na perseverança. Em nome do Pai e do Filho e do Espirito Santo. Amém.