5 Novembro 2017 – Décimo Segundo Domingo depois de Pentecostes.

Mensagem do Pai Celestial à Anne.

5 Novembro 2017 – Décimo Segundo Domingo depois de Pentecostes. O Pai Celestial fala após o Santo Sacrifício da Missa no Rito Tridentino, segundo Pio V., através de Seu solícito, obediente e humilde instrumento e filha Anne.

Hoje, décimo segundo domingo depois de Pentecostes, celebramos um Santo Sacrifício da Missa no Rito Tridentino, segundo Pio V. em toda a devoção. O Altar do Sacrifício e também o altar da Virgem Maria estavam abundantemente ornados com rosas e orquídeas de várias cores. Os Anjos agrupavam-se em torno do Tabernáculo e também em torno do altar da Virgem Maria e adoravam o Santíssimo. Muitos Santos estavam presentes, porque nós nos encontramos em novembro, mês de todos os Santos. Nós podemos ainda ganhar muitas indulgências para as almas do purgatório neste mês, porque estas têm necessidade disto.

O Pai Celestial falará: Eu, vosso Pai Celestial, falo agora e neste momento, através de Meu solícito, obediente e humilde instrumento e filha Anne, que se encontra totalmente em Minha vontade e repete somente palavras que hoje vem de Mim.

Pequeno rebanho amado, amados seguidores e amados fiéis e peregrinos de perto e de longe. Hoje é um dia especial, porque Eu dei à Minha pequena uma ordem especial de novamente difudir a Minha mensagem.  Ela mesma não se sente na condição de poder fazer isto, porque ela Me concedeu a sua vontade. Ela não se sente na condição de disponibilizar esta Minhas mensagens na internet, porque seus medos não a deixam ficar calma. Eu, o Pai Celestial, poderia retirar seus medos neste momento. Porém, Minha pequena amada, eles são ainda necessários, porque muitíssimas pessoas perderam o verdadeiro caminho neste difícil tempo de hoje. Elas não reconhecem o que é verdade e mentira. Elas seguem a mentira e caracterizam isto como verdade.

Há hoje pessoas totalmente confusas que se colocam como verdadeiras. Elas seguem a maçonaria. Maçonaria significa ser anticristo. Quereis vós isto, Meus amados? Quereis de fato colocar de lado o Meu Filho Jesus Cristo na Trindade? Quereis de fato estar um dia diante do eterno Juiz e ter que assumir que vós vivestes longo tempo em pecado grave e que não podeis entrar no reino celeste? Quereis vós obedecer aos poderes do mal, os poderes maçonicos? Ou quereis fazer boas obras?

O que siginifica de fato a verdadeira fé? A verdadeira fé depende também de boas obras. Se dizeis “eu acredito” e isto não é seguido de boas obras, então estais no caos. A fé está estreitamente conectada com as boas obras. A fé sem boas obras é vazia. Vós vos tornareis cada vez mais fracos em vossas ações e não percebereis que, há tempos, que já afastastes do Deus Trino. 

Os poderes do mal vos circundam e vós não percebeis que vós já vos encontrais no caminho do anticristo. 

Meu amor, o amor do Deus Trino, ensinar-vos-á a verdadeira fé. Entrai-vos neste amor. Isto é, “amai uns aos outros, como Eu vos tenho amado”. Amor e Fidelidade estão estreitamente ligados um ao outro.

Eu, o Pai Celestial, tenho que começar em breve com a Minha intervenção. Eu gostaria ainda de salvar a muitos que estão já à beira do abismo. Muitas pessoas não percebem isto de forma alguma.  Elas vivem com o fluxo do mundano. Eles se deleitam e não conhecem nada, a não ser a si mesmas. Elas também não terão o conhecimento de que, há tempos, já vivem e agem na incredulidade.

Meus amados, vós não acreditais que Eu tenho anseio por vós? Eu gostaria de vos reconquistar. Todavia, lamentavelmente Eu encontro a porta de vossos corações trancadas. Eu gostaria de abrí-las, abrí-las para o Meu amor. Eu gostaria de vos proteger dos poderes do mal que vos circunda e vos leva a acreditar que a mentira significa verdade. Vós não percebeis quantas almas escolhidas Eu nomeei para vos salvar. Estas almas escolhidas sofrem e expiam por vós e por vossos pecados. Elas estão na solidão e sozinhas. Contudo, Eu, o Pai Celestial, guardo-as. Eu não posso diminuir os seus sofrimentos,  porque há muitíssimos descrentes neste tempo de hoje.

A autoridade eclesial da igreja católica está totalmente no caos. Ela não se muda, apesar de seus muitos sofrimentos, Minha pequena amada. Todavia, Eu, o Deus Trino, dei à elas a livre vontade. Eu não irei forçar ninguém à fé. Eu as admoesto através de muitos eventos, nos quais elas podem reconhecer o que é verdade ou mentira.

A cisão da fé católica, Meus amados, comecou há tempos. (Só) Um pequeno rebanho é que transferiu a Mim, o Pai Celestial, sua vontade e vivem absolutamente a verdadeira fé católica.

Somente poucos conseguem, neste dificílimo tempo, carregar sobre si a cruz que foi estabelecida à eles, além de se manterem de pé, em agradecimento, diante do Deus Trino. Eu gostaria de lhes transmitir o Meu amor.  Eu gostaria de fortalece-los em suas almas. Eu tenho para cada um uma tarefa especial no Divino. Se eles estiverem conscientes desta tarefa, então eles reconhecerão, em breve, o que é verdade e mentira. Se eles, porém, continuarem a prestar obediência aos poderes do mal, então eles não irão reconhecer o que pertence a Mim, o Pai Celestial. “De a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.” Isto diz o Evangelho de hoje.

Os fiéis, que realmente acreditam, prestam de fato honra a Mim? Ou eles se sacrificam ao mundano?

Eu convoco a todos vós, Meus amados. Vinde até Mim, pois Meu anseio torna-se maior por cada cristão caído.

Quem ainda anseia no domingo pelo dia do Senhor? Quase ninguém. Quem se coloca ainda hoje a favor dos outros? Quem de fato ainda se coloca para que as coisas sigam bem para os outros e que testemunhe a fé católica? 

Quando vós perceberdes que o outro diz inverdade, então deveis que esclarecê-lo. Vós podeis fazer isto, somente se vós mesmos tendes o verdadeiro conhecimento. Se vós, porém preferis o mundano, ou seja, amais o deus dinheiro mais do que a Mim, podeis observar a verdade.

Porém, Eu, o Deus Trino, luto ainda hoje com Meus escolhidos por cada uma alma. Estes escolhidos obedecem a Mim e se encontram no lado correto. Eles sacrificam e expiam por todos até vós seguirdes a verdade e não correrdes atrás dos poderes do mal.

Pelo fato de Eu vos amar, Eu serei misericordioso para convosco, todavia, vós sentireis Minha justiça. Vós fizestes muita coisa e pensais ser misericordiosos para com o próximo. À esta ação está também intrínseca o exercitar a justiça. Não apontais as falhas do outro e pensais que sois grandes feitores. Isto é orgulho e orgulho é do malíguino.

Vós sois Meus pequenos instrumentos e deveis praticar a humildade. Humildade significa Diemut (coragem para servir). Assim, podeis servir a Mim e aos outros. Acreditais em Minhas mensagens de novo, nas quais Eu gostaria de vos esclarecer, para que vós um dia possais entrar na vida eterna, pois isto significa Minha verdade e este é Meu objetivo Divino. 

Eu vos amo a todos indizivelmente e vos aben çoo agora na Trindade com todos os Anjos e Santos, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Amai-vos uns aos outros, pois o amor ir-vos-á unir e conduzir-vos juntos. Amém.