28 Setembro 2014 – O Pai Celestial fala após a Santa Missa Tridentina, segundo Pio V

28 Setembro 2014 – O Pai Celestial fala após a Santa Missa Tridentina, segundo Pio V, na Hauskapelle na Casa da Glória em Mellatz, através de Seu instrumento e Filha Anne.

Anne: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Todo o altar e o quarto de enfermo¹ estavam mergulhados em luzes brilhantes. Durante a Santa Missa e durante o rosário haviam muitos anjos na santa capela da casa e entravam e saiam. Eles circulavam em torno do altar e em torno do altar de Maria. Eles estavam a cuidar de nós, porque neste tempo de crise, nos quais vivemos e no qual a fé católica se encontra, os poderes do mal irão nos circular.

“Sim, toda tribulação e trabalho duro Eu tenho dado e pedido a vós”, Isto diz o Pai Celestial.

O Pai Celestial vai falar hoje, no 16° domingo depois de pentecostes: Eu, o Pai Celestial, falo agora, neste momento, através do Minha solícito, obediente e humilde instrumento e filha Anne, que se encontra totalmente na Minha vontade e repetLos fieles, de rodillas, acompañan la Santa Misa Tridentina de en vídeoe somente palavras que vem de Mim e que correspondem à plena verdade.

Não é fácil, Meu pequeno rebanho amado e Meus amados seguidores, que agora, em tempos de crise, não serem desencorajados e desanimados, pois os sofrimentos vêm sobre vós, mas vossa amada Mãe Celestial sofre em primeiro lugar. Vós tendes podido vivenciar e sofrer, há pouco tempo, a festa das Sete Dores. O sofrimento envolve vossa Mãe Celestial e os Anjos a servem e a auxiliam. Mas eles também vos auxiliam. Vós estais circundados de anjos que querem vos proteger nesta tribulação, neste sofrimento que vós pensais não poder suportar, pois isto vos parece muito pesado.

Às vezes vós não podeis imaginar que o vosso Pai Celestial pode vos pedir. Ele deve vos pedir isto por muitas almas, principalmente as almas dos sacerdotes, que hoje não estão dispostas a seguirem no caminho da obediência para Comigo, mas sim seguir o pastor supremo, que não demonstra obediência alguma a Mim e continua passando o caminho do erro e a incredulidade.

Nenhum sacerdote está disposto a seguir o caminho mais árduo, o caminho do Gólgota. Pelo contrário, eles gostariam ter as coisas fáceis. Eu vos peço e imploro por suas almas, através de muitas almas de expiação que se encontram na mais difícil crise de seus sofrimentos. Ninguém pode compreendê-las e ninguém vai poder investigar e sondar o que o Pai Celestial vos pede e porque Ele faz isto. Dúvidas os envolvem. Eles pensam que o sofrimento é tão grande que eles não os podem suportar. Porém, Eu sou o Pai Celestial, o Omnipotente, o Onisciente e o Todo Poderoso.

Minha Pequena² encontra-se diante de uma difícil operação no coração e, além disso, recebeu o medo da morte e o sofrimento do monte das oliveiras. Ela não sabe como ela deve suportar isto. Nas noites ela reza e pensa em poder encontrar consolo. Mas isto é simplesmente muitíssimo pesado, caso não se tem por detrás dela um grande rebanho que a protege neste tempo de crise. No momento, ela se encontra numa grande dúvida e ela não sabe como isto deve se passar. Ela se desencorajou. Ela chora lágrimas amargas, pois Jesus chora nela pelas almas dos sacerdotes e pelo Pastor supremo e Seus seguidores, a cúria, os Arcebispos e os Bispos. Eles agora também não estão dispostos a proclamar a verdadeira fé, apesar deste grande sofrimento da paixão que Minha Pequena sente e vivencia.. Eles ainda estão sempre na incredulidade. Eles estão convencidos que eles mesmos proclamam a verdadeira fé.

E o pequeno rebanho³ e seus seguidores combatem. Eles estão em grande combate e diz-se ainda que eles são sectários, sim, sectários que proclamam o engano e a incredulidade. Por isso devem expulsá-los, desprezá-los e escarnecê-los. Não se pode, de forma alguma, pertencer aos seus seguidores.

Assim, combate vosso adversário contra vós. Desta maneira, o combate injusto vai ser mais ainda pesado. A montanha do Gólgota parece inalcançável a vós. Porém, vós deveis escalá-la passo a passo, porque Jesus, o Filho de Deus, antecedeu-vos e não desviou de Seu caminho. As ultimas horas do abandono mais difíceis do Seu Pai, Ele teve que resistir. E neste abandono e Solidão vós vos encontrais e pensais não poder seguir adiante. Porém vosso Pai Celestial vos ama de forma muito especial. (…)

Eu vos amo inefavelmente! Eu vos peco, persistam até ao último suspiro. Eu envio a vós todos os Anjos nestes últimos dias do mês dos Anjos, especialmente o Santo Arcanjo Michael que é o Patrono da Hauskirche em Göttingen. Vós festejais amanhã esta festa do Patrono. Eu desejo-vos, que o Santo Arcanjo Michael afaste tudo que é perigo de vós e que seque suas lágrimas.

Que vos abençoe agora o Pai Celestial na Trindade, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Anne: Louvado e bendito seja para sempre Jesus no Santíssimo Sacramento do altar.

1- Quarto de enfermo: Quarto onde a Sra. Anne, encamada, sofre as dores e tormentos junto com Nosso Senhor Jesus Cristo.
2- Minha Pequena: Anne Mewis. Chamada assim, carinhosamente, por Deus.
3- Pequeno rebanho: Fiéis chamados por Deus que vivem total consagracao à Deus para esta missao, além de auxiliar a Sra. Anne.