26.Julho 2015 – Nono domingo após Pentecostes. Dia da Recordação à Santa Mãe Ana.

26.Julho 2015 – Nono domingo após Pentecostes. Dia da Recordação à Santa Mãe Ana. O Pai Celestial fala após a Santa Missa Tridentina segundo Pio V., na casa capela da casa da Glória em Mellatz, através de Seu instrumento e filha Anne.

Anne: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. Nós celebramos hoje a festa da Santa Mãe Ana. No Altar de Maria encontra-se uma imagem da Santa Mãe Ana. O Altar estava muitíssimo enfeitado com flores em honra à Santa Mãe Ana.

O Pai Celestial falará hoje, neste dia em honra à Santa Mãe Ana: Eu, o Pai Celestial, falo agora e neste momento através de Meu solícito, obediente e humilde instrumento e filha Anne, que se encontra totalmente em Minha vontade e repete somente palavras que vem de Mim.

Amados filhos do Pai, amados filhos de Maria, pequeno rebanho amado e seguidores e amados fiéis e peregrinos de perto e de longe. Como Eu tanto vos amo! Hoje vós celebrastes nesta festa da Santa Mãe Ana, um Santo Sacrifício válido no Rito Tridentino, como em todos os domingos.

Eu, o Pai Celestial, repito: Um Santo Sacrifício da Missa válido. Ela não é para se comparar com o banquete comunitário. Tem-se lamentavelmente colocado a incredulidade de tal forma em primeiro plano, que não se reconhece mais a verdade. A Santa Mãe Ana pede, por causa disso, que vós continuais a rezar esta oração das terças feiras contra a incredulidade, que penetrou hoje em dia na igreja católica.

A Santa Mãe Ana deu a luz a Maria, Mãe de Deus e a Imaculada Conceição. Meus amados filhos, alguém pode entender que a Maria Mãe de Deus e Imaculada Conceição foi recebida no Seu ceio, no ceio da Santa Mãe Ana? Vós podeis sondar isto, Meus amados filhos? Vós podeis compreender o que significa ou que isto é extremamente um grande mistério? Sim, Meus amados, isto permanece um mistério, como muitas outras coisas que devem permanecer oculto no mistério da fé.

Vós deveis acreditar Meus amados. A fé testemunha que vós não exigis ver milagres, mas que vós acreditais que este mistério permanece continuamente a vós. A fé é importante hoje, Meus amados. Quão muito Eu sofro por causa desta incredulidade, assim como também vossa amada Mãe Ana. Ela pede-Me, ao Pai Celestial, para que Eu possa ter miserircórdia desta igreja católica que,hoje em dia, será cada vez mais destruída, especialmente por causa da falta de fé.

Deveis vós compreender, Meus amados filhos, ou acreditar sem ver? Sem sondar e sem jamais ter que compreender o que deve permanecer em mistério? Podeis vós compreender a Santa Eucaristía, este grande mistério? Não! Vós nem mesmo compreendeis o amor da Mãe de Deus.

A Santa Mãe Ana pôde educar a Mãe de Deus no Santo Matrimônio junto com o São Joaquim. Ela não se revoltou, pelo contrário, tudo foi permitido ensinar à Ela pela Santa Mãe Ana na fé. A Mãe de Deus preservou tudo isto em Seu coração, pois ela era Santa. Ela foi concebida sem o pecado original. Vós também não pôdeis compreender isto.

O amor da Santa Mãe Ana também não pode compreender. Porém Ela acreditou que Dela nasceu a Imaculada Conceição. Ela ensinou-Lhe tudo, apesar da Mãe de Deus estar muito a frente Dela (Santa Ana)na santidade. Humildemente, o amor da Mãe de Deus aceitou todo este ensinamento.

A Santa Mãe Ana é para vós muito importante. A oração que vós rezais em honra à Santa Mãe Ana em todas as terças feiras tem Graças especiais. Estas Graças penetram na igreja. Vós também não podeis compreender qual a Graça que a amorosíssima Mãe Ana pode derramar. Vós cantastes em devoção a canção da Mãe Ana. Esta canção será cantada hoje em muitos lugares.

Ela é também a Patrona da Silésia e os Silesianos se alegram Nela, pois ai, a veneração à Santa Mãe Ana é ainda muito forte. O amor deles por Jesus Cristo na Trindade é extremamente grande desde o início.

Em toda a parte Ela se fez percerptível: Em Seu casamento com Santo Joaquim e na Educação da amorosíssima Mãe de Deus. “o Amor”, disse a Mãe de Deus, “era para a Minha Mãe e Para Meu Pai Joaquim muito importante. O amor pela Trindade de Deus foi-Me sempre e sempre ensinado”. Ela pode aprender tudo de Sua Mãe, a Santa Mãe Ana o que o amor significa. A Santa Mãe Ana sempre colocou o amor no Deus Trino em primeiro lugar. Ela educou a Mãe de Deus no amor. Sim, ela pôde sempre aprender de Seus olhos o que a significava a Santíssima Trindade. Ela foi sempre obediente à Sua Mãe Ana.

O que significa para nós hoje a Santa Mãe Ana? Nós podemos invocá-La nesta incredulidade da igreja. Nós podemos chamá-La para este pedido especial. A castidade, em especial, era para Ela muito muito importante. Pelo fato da fornicação ter penetrado na igreja hoje, orai à Santa Mãe Ana de forma bem especial. Ela conduziu um matrimonio muito bem com o Santo Joaquim. E a Mãe de Deus pode aprender de Seus pais. O amor sempre entrou Nela.

O amor é a maior e o mais alto que nos será concedido na fé. Quão grande é o amor. Ele irá durar. Pela fé é que o amor deve entrar de novo. Se Eu amo o próximo, então posso amar a Deus. Se Eu, porém, rejeito o meu próximo, então o amor de Deus está longe. Muitos não compreendem isto hoje. Muitos sacerdotes não querem ouvir isto. Os sacerdotes, que a Mãe de Deus e a Santa Mãe Ana amou de forma especial, deveriam agora ir à frente neste amor dando este exemplo. Eles devem ser novamente exemplos. Eles podem fazer isto somente se os fiéis forem inflamados pelos corações dos sacerdotes.

“Eles devem fazer muito mais“, assim diz a Santa amada Mãe Ana, “devem falar sobre o amor de Jesus Cristo“. É extremamente importante que nós possamos contemplar esta Santa Mãe Ana no coração. Vós podeis meditar nisso, porque a amorosíssima Mãe de Deus amou a Sua Mãe muitíssimo. Apesar De Ela ser a Mãe de Deus, Ela amou muitíssimo a Sua Santa Mãe Ana, que deu a luz a Ela.

Isto nós não podemos compreender na totalidade, Meus amados filhos. A Mãe de Deus, a Imaculada Conceição que desde o início foi escolhida, não deveria ser inferior à Sua amorosíssima Mãe Ana. Ela amou a Sua Mãe na obediência. Ela foi modelo exemplar à Mãe de Deus em todo aspecto.

E como isto era visto pela amorosíssima Santa Mãe Ana? Frequentemente, Ela tinha um diálogo com Ela sobre o Deus Trino. A amorosíssima Mãe de Deus tinha compreendido tudo, tudo. Assim também devemos ir hoje em dia para a amada Mãe Ana. Ela irá compreender nossas necessidades e trazê-las diante do Trono do Pai Celestial. O Pai Celestial vai receber tudo de Suas Mãos, porque Ele predestinou, a Mãe de Jesus Cristo, A Mãe de Deus para trazê-La ao mundo.

Quão muito espera a Santa Mãe Ana por esta Fé que deve entrar novamente na Igreja Católica. Quão muito Ela pede a Mãe de Deus para que Ela peça ao Pai Celestial para que tenha compaixão e Perdão de todos os pecados graves. Para que Ele possa escolher muitas almas de expiação para que este pecado grave seja eliminado hoje em dia. Tudo deverá ser expiado. A expiação, hoje em dia, significa: Sacrificar muito e orar muito. Tudo deve ser expiado. É triste que esta incredulidade tornará muito maior. Nós não podemos imaginar isto.

Nós dizemos: „Porque o Pai Celestial não intervém? Ele não vê o que acontece em nossa igreja católica?” Permanece Ele mudo e impotente? Não! Isto não. Ele vê tudo. Somente nós é que não podemos definir este  momento que Ele mesmo escolheu. “Seu Braço de fúria”, assim diz a Santa Mãe Ana “ já baixou”. Sim, isto está correto. Agora vós esperais pela intervenção do Pai Celestial, Meus amados fiéis de perto e de longe.

Vós não podeis compreender isto e não compreenderão porque Eu não intervenho, porque Eu não escolho agora este momento. Porque este tempo dura tanto, até este acontecimento chegue até vós.

O acontecimento é previsto para acontecer convosco. Isto agora depende de vossa fé, à vossa confiança (em Deus). Quanto mais profundo confiais e acreditais, mais Eu, o Pai Celestial, posso dignar-vos. Muitas vezes é difícil para vós (acreditar) quando não vedes nada e nada se faz nesta igreja católica que pare estes pecados graves e transgressões. Vós não podeis compreender isto. Vós deveis confiar a intervenção do Vosso Pai Celestial totalmente a Mim. Eu sou o Ominipotente, o Todo Poderoso, o Ominisciente Deus na Trindade.

A Santa Mãe Ana, em Seu coração, concedeu tudo a Ele em obediência e Ela também fará isto hoje. Ela aceitou tudo em obediência. Isto era, de fato, sempre difícil para Ela, porém Ela aspirava pela santidade. A aspiração pela santidade deve entrar de novo na Igreja Católica. Quando vós rezais, sacrificais e expiais então vós progredis no caminho da santidade. Quando vós trazeis sacrifícios e mesmo quando não compreendeis nada e neste não compreender nada transmitis a vossa fé, então Ele (o Pai Celestial) toma como certo a confiança em vós, pois ai vós estais no caminho da santidade.

Confiança, Meus amados, espero Eu hoje de vós. Uma profunda confiança como a confiança que Santa Mãe Ana teve em Mim, o Deus Trino, de que daria a luz à Imaculada Conceição em Seu ceio. Ela não pôde compreender e sondar isto por toda a Sua vida, mas mesmo assim Ela confiou. Ela nunca transmitiu a descrença que às vezes queria tomar lugar em Seu coração. Diante disso ela rezava e implorava de forma muito mais especial.

O mal está se espalhando, Meus amados. Ele quer semear discórdia em vossos corações. Ele quer fazer penetrar a descrença em vossos corações.  O mal é astuto. Vós não podeis reconhecer sempre quando o mal vos circunda e a verdade é apresentada como mentira. A mentira será hoje espalhada como verdades na igreja católica. O mal irá alegrar-se quando se acreditar nisso.

Porém nós colocamos nossa verdadeira fé contra isso. Há somente uma única fé verdadeira e esta é a católica e apostólica fé que Jesus Cristo mesmo ensinou. Ele morreu por esta fé, pois do Seu lado fluiu a Santa Igreja, esta Santa Católica igreja. O que sobrou disso hoje, poderíamos nós dizer (alguma coisa). Tentou-se destruir esta igreja até tornar-se irreconhecível. Fazem-na semelhante a outras religiões, com outras comunidades regiliosas.

Como Eu disse Meus amados filhos, há somente esta Única, Santa, Católica e Apostólica Igreja que vós acreditais, professais e testemunhais. E por isso, Eu vos agradeço. Em qualquer situação não sois preguiçosos para trazer sacrifícios. Vós estais dispostos a tomar a cruz sobre vós, como a Santa Mãe Ana também o fez. Fazei o mesmo.

A cruz sobre os vossos ombros e a fé em vossos corações e assim progredis continuamente no caminho da santidade. Dai não poderá acontecer nada a vós, pois o mal não pode vos prejudicar em nada. Ele tentará vos derrubar, porém vós estais protegidos. Todos os anjos estão junto de vós e vos concedem a proteção a qualquer momento. O amor da Mãe de Deus está igualmente junto de vós. Ela ama a vós, que sois os filhos de Maria. Ela nunca vos deixa sozinhos, assim como a vossa Santa Mãe Ana também não deixa.

Esta festa vós celebrastes hoje em um domingo. Por isso ela deveria ser celebrada também de forma especial em outras igrejas que ainda preservam a Santa Missa Tridentina. E isto jamais se compara com o banquete comunitário, pois este não é nenhum substituto da Santa Missa Tridentina. Fazem-na semelhante e pensa que se pode celebrar a Santa Missa Tridentina e ao mesmo tempo o banquete comunitário.

Assim diz este concílio vaticano II. Não, Meus filhos, isto não pode ser. Isto não é possível. Vós podeis já entender isto com vossa compreensão. A vossa vontade é para vós unicamente e exclusivamente decisiva. Eu quero acreditar! Eu adoro à Santissima Trindade em Meu coração e invoco o amor da Santa Mãe Ana por ajuda, de forma bem especial no dia de hoje. Ela proteger-me-á e ela caminhará comigo também em meu caminho de fé.

A Santa Igreja Católica nunca será destruída, mesmo que o mal sempre tente destruí-la e mesmo que ele encontre apoiadores para isto. Muitos não podem mais acreditar (em Deus), pois eles não têm mais pessoas exemplares. A Santa Mãe Ana é exemplar para todos. Ela preservou a fé emSeu Coração. Ela aceitou tudo na obediência. Ela não podia compreender isto, mas ela acreditou. Aquilo que Ela não podia sondar, (ela passava por cima e) mesmo assim Ela acreditava.

Meus amados filhos, vós nunca deveis perder esta Santa Mãe Ana de vista. Ela deve ser exemplo para vós, um grande exemplo. Eu agradeço a todos vós que honrastes a Santa Mãe Ana, que deu a luz a Mãe do Meu Filho Jesus Cristo. Ela vos antecedeu na fé e no amor. Ela não perguntou: “Eu compreendo tudo ou acredito cegamente?”.

Vós deveis meditar tudo em vosso coração o que vós não podeis compreender e depois ir até à Santa Mãe Ana. Colocai isto no vosso coração crente e amoroso e daí, o mal nunca poderá vos prejudicar, pois vossa fé não pode ser revertida. O mal é o distorcedor da fé. A verdade é mentira para ele. E para vós, Meus amados filhos, a verdade é a verdadeira fé. E uma verdade não se pode distorcer. Ela é a verdade e permanece para sempre a verdade.

Hoje gostariam de colocar até mesmo a verdade como mentira na igreja católica. Lamentavelmente, Meus amados filhos. Mas não permitai isto, através de vossas orações e vossa verdadeira e constante fé. Abandonai ao vosso amor. O amor deve crescer em vossos corações e dai, cresce também a fé.

Amai vossos inimigos e também aqueles que vos perseguem. Orem por eles. Vossas orações são urgentemente necessárias para eles. Tomai vossas cruzes sobre vós, mesmo que se fale mal de vós. Orai de forma especial pelos inimigos, pois assim estais na verdadeira fé, podeis progredir e vossas almas não sofrem qualquer dano.

Acreditai nisso Meus amados, o amor permanece sempre como o maior e o decisivo e, nisto se considera também amor ao inimigo. Muitos, hoje em dia, esqueceram-se de rezar pelos inimigos. Eles (os inimigos) serão desprezados e perseguidos, pois eles acreditam que se deve fazer o mesmo aos seus inimigos. Não! Isto não diz a vossa verdadeira fé católica. Vós deveis aprender a suportar muita coisa na fé. Seu batismo de aliança deve estar firme. Tão firme quanto um pilar. E este pilar é a fé, a fé ao Deus Trino.

Eu gostaria sempre de ser repetitivo, Meus amados filhos do Pai e filhos de Maria, pois é extremamente importante acreditar nos dias de hoje que vosso Pai Celestial pode conseguir tudo. Eu permaneço sempre o Omnipotente, o Todo poderoso e o Omnisciente Pai no Céu na Trindade. Vós deveis aprender do amor, do amor ao próximo e do vosso amor.

E assim, Eu gostaria de abençoar-vos hoje, neste domingo, nesta festa da Santa Mãe Ana, com Ela e com a Santa Mãe de Deus e todos os Anjos e Santos na Trindade, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Vós sois protegidos e amados por toda a eternidade. Pensai sempre que o amor é o maior e permanece. Amém.

Oração nas Terças-feiras à Santa Mãe Ana.

Do fundo do meu coração pecador Saúdo-vos, ó benditíssima mãe Anna.

Com este cumprimento cordial desejo-Te felicidade por todas as Graças, que o amado de Deus demonstrou a Ti neste dia.

Bendito seja a terça-feira em que Tu num amanhecer nasceste  para o consolo dos pobres pecadores.

Bendita seja a terça-feira, em que Tu como uma lua perfeita, cheia de virtude e méritos entregou Seu santo espirito.

Assim, Cristo prometeu abençoar a todos aqueles que às terças-feiras, honrá-La e invocá-La em suas necessidades físicas e espirituais.

Por isso eu honro-Te nesta terça-feira de hoje, Santa Ana, e invoco-Te do fundo do meu coração. Vinde em meu auxílio e em minhas necessidades corporais e espirituais e dê-me conforto.

Tu ó Santa Avó de Jesus, Em Teu nome louvei a Deus devido o Seu bem-aventurado nascimento e Sua gloriosa partida deste mundo.

Humildemente eu Te peço: acolhei-me sob o número de Teus amados filhos e envolvei-me em Teu Coração Maternal e Fiél, pois sei que eu Te terei para sempre selada em meu coração e

nunca mais perder-Te-ei. Que o amor do Menino Jesus una o nosso coração com um laço forte de amor. Que Tua amada Filha Maria receba nosso amor no tempo e na eternidade. Amém.

3 Pai Nosso , 3 Ave-Maria