24 Dezembro 2015 – Noite Santa. O Pai Celestial Fala Após o Santo Sacrifício da Missa Tridentina segundo Pio V.

Mensagem do Pai Celestial à Anne.

24 Dezembro 2015 – Noite Santa. O Pai Celestial fala após o Santo Sacrifício da Missa Tridentina segundo Pio V., na igreja-casa em Göttingen, através de Seu instrumento e filha Anne.

Anne: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. Durante o Santo Sacrifício da Missa, nesta Santíssima noite, o altar do sacrifício estava imerso em luz brilhante dourada, a qual eu quase não podia contemplar com meus olhos. Eu tive que fechá-los quando começou a Santa Missa, pois no momento desta luz brilhante entrou os Anjos e cantaram em 9 diferentes coros o Glória in Excélsis Deo e trouxeram a bandeira com esta inscrição. Eu fiquei tão tocada que preferiria estar prostrada ao chão. Eu pude agradecer várias vezes porque tive condições de participar do Santo Sacrifício da Missa pela primeira vez nesta santíssima noite, após várias semanas na igreja-casa em Göttingen. Isto foi o maior presente de Natal. Eu não pude participar da Santa Missa por vários anos por motivos de doença. Por isso o meu muitíssimo obrigado. Eu gostaria de dizer obrigado ao Pai Celestial pelos 11 anos que o meu confessor (Padre Lodzig) me acompanha e pôde celebrar este Santo Sacrifício da Missa. Isto foi um grande presente para mim.

Estas muitas Graças gostariam também de irradiar no mundo afora pelos muitos sacerdotes que nesta santíssima noite professam seu ministério, que se arrependeram de suas culpas e querem começar de novo com o Santo Sacrifício da Missa no Rito Tridentino, segundo Pio V., na plena verdade. Agora eu quero receber as palavras do Pai Celestial.

O Pai Celestial falará agora: Eu, o Pai Celestial, falo agora e neste momento através de Meu solícito, obediente e humilde instrumento e filha Anne, que se encontra totalmente na Minha vontade e repete hoje palavras que vem de Mim.

Pequeno rebanho amado, amados seguidores, amados peregrinos de perto e de longe, especialmente os de Wigratzbad e Heroldsbach: Hoje, nesta santíssima noite, o Salvador nasceu para vós, o Salvador de todo o mundo.

Quanta alegria estava em vossos corações. Eu, vosso Salvador do mundo na Trindade, derramei estes raios de Graça para que vós possais carregar muita força para os tempos vindouros, pois sobre vós virá muita coisa que não compreendereis. O tempo está ai. Eu, o Pai Celestial, vos dei as últimas informações e instruções para este tempo. Este tempo é o Meu tempo. Vós não o podeis definir e influenciar. A única coisa que Eu desejo de vós é: REZAI IMPARAVELMENTE O ROSÁRIO. Tomai-o constantemente em mãos, mesmo se estiverdes ocupados com qualquer trabalho. Rezai-o em silêncio, pois assim Eu posso estar junto de vós e vos apoiar, pois vós assumistes uma tarefa especial para o mundo e carregais também a responsabilidade na oração, na expiação e sacrifício.

Meus amados seguidores, Eu gostaria de abordar-vos hoje de forma bem especial nesta santíssima noite. Vós também sois solicitados, pois deveis ser firmes como uma rocha. Nada do que chega até vós, deve abalar-vos, pois para cada um é estabelecido uma cruz neste último tempo. Vós decidistes agora com o vosso Fiat (o “SIM PAI”) a progredir continuamente neste caminho que não será fácil para vós. Por isso digais novamente vosso solícito “Sim Pai”. Meus amados, quão muito Eu  esperei-vos. Vós estais aí para o Meu consolo e o consolo de todo o céu.

Quão pouco Eu posso Me abandonar aos Meus sacerdotes. Quão muito Eu os implorei e sacrifiquei por eles, especialmente neste tempo de Advento. Precisamente dito, em muitos sacerdotes foi acesa a luz do Advento, mas eles não demonstraram a obediência a Mim para celebrar o Santo Sacrifício da Missa na verdade plena. Eles não estavam dispostos a isso, apesar de Eu derramar para seus corações esta luz, através de vossas expiações.

Eu gostaria de vos agradecer, Meus amados seguidores, porque perseverares e jamais desististes, além de solícitos quererdes progredir neste caminho, pois Minha pequena vos mostrou este caminho através de seu grave sofrimento, através de sua expiação e através de seu constante “Sim Pai, assim como Tu queres que seja e não como eu desejo. Tudo o que Tu predestinastes para mim, eu estou disposta a carregar, mesmo que custe minha vida.” Assim também é que deve ser, continuamente, para vós.

Em Heroldsbach acontecerá muita coisa, Meus amados filhos, especialmente em Mulde. Ai se mostra a intensidade. Uma Santa Missa é algo totalmente precioso, principalmente nestes últimos tempos, pois este fluxo de Graça que vem de Mim alcança grandes distâncias que vós não podeis imaginar – alcança países afora. Muito pouco Eu tenho, Meus amados filhos, e este pouco sois vós que progredis neste caminho para oferecer vosso amor. Amor sobre amor, fidelidade sobre fidelidade. Isto é o a vossa promessa.

Obrigado, amada Monika, pela renovação da vossa promessa de consagração. Com profundidade e ternura você demonstrou-Me que você Me ama, que você quer continuar neste caminho de expiação mesmo que custe sua vida. Assim você também renovou o seu Fiat, Minha pequena amada. Também por isso, Eu agradeço a você, pois vós podeis desta maneira, salvar muitas almas de sacerdotes da eterna perdição.

Hoje a alegria no céu é grande. O céu reteve a respiração (em tensão) para saber se vós repetiríeis vosso Fiat, como a Mãe de Deus também o fez. Por isso todo o céu vos agradece. Este amor irá vos impulsionar continuamente a expiar. Nestes dias de festas vossas almas devem jubilar-se de plena alegria e agradecimento.

Eu amo-vos e abençoo-vos agora com vosso amado Menino Jesus em três forças, em nome do Pai e do Filho e do Espirito Santo. Amém.

O amor do Deus Trino nesta Santíssima noite impulsionar-vos-á a escalar os últimos degraus da escada da vitória. Amém. Orai o Rosário continuamente!