23 Abril 2017 – Domingo da Misericórdia.

Mensagem do Pai Celestial à Anne. 

23 Abril 2017 – Domingo da Misericórdia. O Pai Celestial fala após o Santo Sacrifício Tridentinio, segundo Pio V., através de Seu solícito, obediente e humilde instrumento e filha Anne.

Anne: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Quão devoto foi, sim, este Santo Sacrifício da Missa em sentimento à Jesus Cristo. O altar do Sacrifício estava provido com abundante arranjo de flores. A estátua da Misericórdia estava provida com rosas brancas e lírios-cala. O altar da Virgem Maria estava imerso num mar de rosas. Os Anjos entravam e saiam durante o Santo Sacrifício da Missa e alegravam-se da adoração ao Santíssimo. Eles reverenciavam diante do Tabernáculo. Muitos Anjos estavam presentes, assim como a Santa Irmã Faustina. Ela agradecia com um aceno de cabeça pelo Santo Sacrifício da Missa.

O Pai Celestial falará: Eu, o Pai Celestial, falar-vos-ei hoje, Meus amados filhos do Pai e filhos Marianos, através de Meu solícito, obediente e humilde instrumento e filha Anne neste grande dia de Festa, o domingo in Albis e o domingo da Misericórdia. Ela repete Minhas palavras que se encontram totalmente em Minha vontade.

Pequeno rebanho amado, amados filhos do Pai e filhos Marianos, amados seguidores e amados peregrinos de perto e de longe. Também vós, Meus fiéis, vós sois hoje convocados para seguir estas mensagens. Eu, o Pai Celestial, falo em nome de Meu Filho Jesus Cristo na Misericórdia. Grandes fluxos de Graça fluirão sobre vós neste dia da Festa de hoje e na hora da Misericórdia. Vossos corações serão preenchidos pelo amor de Jesus Cristo.

Ele é o Misericordioso. Vós também deveis praticar a misericórdia. Quão muito sofre o Meu Filho devido a esta falta de fé. Ele deu tudo, tudo, até à Sua última gota de sangue. Vós também deveis sacrificar tudo, vós sois os que se sacrificam e que amam. Jamais deveis proferir uma sentença contra aqueles que vos odeiam e vos perseguem. O julgador Sou Eu, o Grande e Trino Deus, o Pai Celestial. Estes errantes serão uma vez julgados, porém, antes vós deveis expiar e não desprezar estas pessoas. Vós nós deveis pagar alguém em sua própria moeda, pois Eu, o Pai Celestial, espero por vossa expiação.

Quão muito anseio Eu por cada um único sacerdote que se decide por querer se arrepender. Este é o dia da Misericórdia. Eu vou querer perdoar todos os seus pecados, caso eles apenas tenham o desejo de se arrependerem de seus pecados e a querererem começar uma vida nova. Quão muito Eu desejo isto neste Meu dia especial de Festa. Com clemência gostaria Eu de ter compaixão dos pecadores, pois o dia da Minha misericórida está aí.

Contudo, este dia não deve ser entendido de maneira errônea. Eu não devo ser misericordioso para com aqueles, que se encontram em pecado grave e aí permanecem e não seguem o caminho do arrependimento. Isto é o falso caminho da Misericórdia. 

Eu perdoarei o inimigo, caso vós expiais e rezais por ele, pois Eu não desejo que eles vivam continuamente no pecado grave e não possam arrepender-se destes. Vós deveis trazê-los para o caminho do arrependimento. Quão muito Eu anseio por cada uma única destas almas. Eu gostaria poder alegrar-Me por suas almas arrependidas. Quanta alegria há no céu por um único que tenha a vontade de querer arrepender-se. Os Anjos descerão para poder alegrar esta alma arrependida.

O céu abrir-se-á neste dia e Eu, o Pai Celestial, deixarei fluir o sangue de Meu Filho sobre os pecadores. O Sangue de Meu Filho deve lavar dentro dos corações. O Santo Sacramento da Penitência é o Sacramento onde as almas podem experimentar a Graça Santificante, caso elas se arrependerem de seus pecados e confessarem solicitamente.

Arrependei Meus amados, ainda é tempo. Ainda irrompeu-se o dia da Graça, o dia em que Eu gostaria de perdoar muitos pecadores. Eu espero ansiosamente por vosso arrependimento. Quanta alegria seria hoje no céu. Vós, Meus amados, vivenciastes este dia em alegria. Porém, vós também tomastes solícitos a vossa cruz sobre vós.

A cruz é a perseguição, o desprezo que vai de encontro a vós, pois vós acreditais e porque vós quereis perdoar os pecadores, para que eles não joguem fora a eterna salvação. Precipitar eternamente no abismo eterno é um sofrimento terrível. Estes Meus sacerdotes que ainda não estão dispostos a quererem se converter, estão diante do abismo e vós podeis salvá-los, caso eles tenham apenas um único desejo de quererem se arrepender. Suas almas devem ser preenchidas com a Graça do amor. Eles devem ter o desejo de experimentar a alegria, pois Eu quero chegar até eles no amor.

A fúria do mal é violenta e vós deveis ir com o bom de encontro com este mal. Vós não deveis fazer o mesmo. Não deixar também a agressão crescer em vós. Não, o amor deve ser o ponto determinante para vós. Deveis caminhar até eles com amor e jamais com desprezo, pois Eu gostaria de salvá-los. Eu amo também vossos inimigos. Não tenho Eu mostrado amor aos inimigos no jardim das oliveiras? Vós vos encontrais no último caminho, pois entrastes nos últimos degraus da montanha do Gólgota. O desprezo golpeia-vos.

Isto é o mal. Porém, jamais deveis fazer o mesmo. Aceitai esta perseguição do inimigo por Minha causa. Não olhais primeiro para vós mesmo, mas olhais o desprezo do Deus Trino, o ateísmo. Se a pessoa continua a viver no ateísmo, então sua alma vai ressecar, ela não receberá nenhuma nutrição. A única nutrição é o Deus do amor, o Deus Trino.

Que elas todas possam ter o desejo de querer salvar suas almas. Então, Eu irei apressar-Me até elas. O homem está cheio de desesperança e sem confiança neste tempo de ateísmo. A pessoa não pode viver sem esperança, senão ela se arruína à concupiscência do mundo. Ela vai arruinar-se às drogas, ao álcool e outras concupiscências. Assim, o mal tem portas abertas. Ele influenciará Meus sacerdotes, de tal forma que eles devem segui-lo. Muitos não reconhecerão que o ateísmo é a ruina de suas almas e o mal tem, aí, sua entrada de forma ampla, lamentavelmente nestas almas dos sacerdotes, pelas quais o Meu anseio nunca parará. Por isso, acreditai e confiai que Eu gostaria de salvar a todos, todos desta ruína. Nenhum único deve poder precipitar no eterno abismo, caso sua carga, sua cruz tornar-se maior.

Você, Minha pequena, tem que suportar este sofrimento especial e estas dores neste dia. Suporte esta cruz e aceite-a, assim como Eu a permito, pois você pode salvar muitas almas desta maneira e isto será o seu desejo e também o Meu.

Não desistais e observai o verdadeiro caminho do amor e o verdadeiro caminho para o arrependimento dos sacerdotes.

Vossos desejos devem ser querer salvar todos os sacerdotes e também continuar no amor da cruz, no amor do desprezo. Assim, estais no caminho certo. Assim, Eu vos amo de maneira muito especial. Isto é o Meu desejo para vós hoje, neste dia de Graça da Misericórdia.

Amor sobre amor e fidelidade sobre fidelidade. Sede Meus amados filhos e conectais-vos firmemente à Minha cruz. Assim, sereis amados de maneira especial. Eu puxar-vos-ei firmemente para junto de Minha cruz. Esta é a Minha mensagem à vós, Meus amados que acreditais e confiais.

E assim, abençoo Eu a vós hoje, no dia da Misericórdia e na hora da Graça com todos os Anjos e Santos na Trindade, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Avançai no amor e este amor será determinante para vossa vida.