19 Junho 2016 – Quinto Domingo depois de Pentecostes:

Mensagem do Pai Celestial à Anne.

19 Junho 2016 – Quinto domingo depois de Pentecostes. O Pai Celestial fala após o Santo Sacrifício Tridentino segundo Pio V., através de Seu solícito, obediente e humilde instrumento e filha Anne.

Anne: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. O altar do Santo Sacrifício e o altar da Mãe de Deus estavam imersos não somente numa luz brilhante, mas também estavam maravilhosamente ornados com rosas, lílias e orquídeas. A Mãe de Deus se alegrou com esta Santa Missa que foi celebrada neste domingo em toda a reverência. 

O Pai Celestial falará também hoje: Eu, o Pai Celestial, falo agora e neste momento através de Meu solícito, obediente e humilde instrumento e filha Anne, que se encontra totalmente em Minha vontade e repete somente palavras que vem de Mim.

Pequeno rebanho amado, amados seguidores, amados peregrinos e fiéis de perto e de longe. Todos vós seguistes o Meu chamado. Hoje, neste domingo, Eu gostaria de vos dar algumas instruções especiais. Vós sois chamados a dar testemunho, testemunho da verdade, testemunho do amor divino.

Na vossa compaixão e misericórdia as pessoas reconhecerão que há ainda santidade que vem de vossos corações e que vai para o mundo. Nada restou desta igreja de hoje. Tudo foi destruído pela autoridade. Tem-se colocado a Minha Santa Igreja, a Igreja de Meu Filho ao nível do chão.

Contudo Eu chamei Meus escolhidos para professarem agora o testemunho da verdade. Através deles e neles acontecerá milagres, através dos quais se reconhecerá que há um Deus Trino. O grande Deus na Trindade intervirá de forma violenta e indizivelmente massiva. Nao é de bom grado que Eu intervenho, Meus amados filhos. Eu, como Pai Celestial, quis proteger Meus amados sacerdotes e quis conduzí-los à verdade. Todavia, lamentavelmente eles não Me demonstram obediência alguma. Pelo contrário, vós rezais pela conversão destes sacerdotes, pois eles não querem corresponder à Minha vontade. Eles seguem seus próprios desejos e prazeres. Contudo Eu gostaria de salvá-los através de vossas orações, através de vosso perseverar e de vosso amor ao inimigo. Amai aqueles que vos perseguem, ou seja, rezai por eles para que não muitos sacerdotes precipitem no abismo.

Eles vos perseguem, eles vos amaldiçoam, eles vos tiram a honra, eles vos desprezam, sim, eles vos odeiam. Todavia vós os abençoais. Esta benção é o mais importante para Mim. Quando vós abençoais então Eu posso ajudá-los. Aqueles que estao arrependidos Eu os aconchegarei em Meus braços e eles serão tratados como o filhos pródigos. Eu estarei feliz por cada sacerdote que Me demonstre à conversão. Eu os amo a todos e gostaria hoje, neste domingo, convocar todos à conversão.

Praticai a misericórdia e não desprezai aqueles que vos odeiam. Não será fácil para vós transmitir o amor divino a estas pessoas, pois elas estão diante de uma mudança radical. Elas atiraram para fora o amor divino de seus corações. Elas dizem: “Para mim há o mundo e mais nada. O Deus Trino não existe. Eu não acredito na Trindade. Eu não acredito no Santíssimo Sacramento do Altar.” – Assim elas dizem e demonstram isto rejeitando tudo o que é divino.

Meus amados filhos, Meu pequeno rebanho amado, Eu vos convoco como escolhido para que amais vossos inimigos. Rezai e expiai dirariamente por eles, pois eles se encontram diante da violenta intervenção. Quando a intervenção tiver lugar, então será demasiado tarde para eles. Eles seguirão pelas ruas gemendo e chorando, todavia ninguém pode estar ao lado deles. Seus pecados de culpa é tao grande que eles reconhecem: “É demasiado tarde para mim. Eu  perdi todas as Graças. Eu atirei ao vento todo o pedido de ajuda de meu Pai Celestial. Tudo era importante para Mim, somente a Divindade é que não era. Onde estou agora, nomeadamente diante do juízo eterno. Aqueles que eu persegui irão experimentar agora a justiça, misericórdia e o amor do Pai Celestial. Vós deveis estar diante Dele agora em agradecimento”.

Mais uma vez Eu convoco Meus amados sacerdotes: Convertei-vos no último momento. Ainda não é tão tarde. Eu vos amo a todos e definitivamente gostaria sim de aconchegá-los nos Meus braços. Todavia, vossa conversão é necessária.

Eu abençoo-vos agora todos na Trindade, através de Meu amoroso e Santíssimo Coração, pois neste mês todos devem vir ao Meu coração e estarem bem escondidos Nele.

Eu vos abençoo-vos com todos os Anjos e Santos, especialmente com vossa amorosíssima Mãe, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Amai aqueles que vos perseguem e orai por aqueles que vos odeiam.