15 Setembro 2016 – Festa das Sete Dores da Virgem Maria.

Mensagem da Mãe de Deus à Anne.

15 Setembro 2016 – Festa das Sete Dores da Virgem Maria. A Mãe de Deus fala após um Santo Sacrifício da Missa no Rito Tridentino segundo Pio V., através de Seu solícito, obediente e humilde instrumento e filha Anne.

Anne: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. Nós celebramos hoje a Festa das Sete Dores da Virgem Maria em um dígno Santo Sacrifício segundo Pio V.

A Mãe de Deus falará hoje em Seu dia de Festa: Eu, vossa amorosíssima Mãe Celestial, falo agora e neste momento, através de Meu solícito, obediente e humilde instrumento e filha Anne, que se encontra na vontade do Pai Celestial e repete somente palavras que hoje vem de Mim.

Pequeno rebanho amado, amados seguidores e amados peregrinos de perto e de longe. Vós sois todos convocados hoje a tomar, solícitos, vossa cruz sobre os ombros.

Eu, vossa amorosíssima Mãe, precedi-vos em carregar a cruz, a mais pesada cruz. Vós jamais podereis avaliar quanta dor transpassou o Meu coração, quando Meu Filho Jesus Cristo foi pregado na cruz para salvar toda a humanidade. Eu, como Sua Mãe, tive que suportar a maior das dores.

Como se vai isto convosco, meus amados filhos Marianos? Não tendes vós todos também uma especial cruz para carregar? Segundo os critérios humanos, não é vossa cruz frequentemente demasiada pesada também para se carregar, de tal forma que isto às vezes tira-vos até o sono? Então vos estais corretos, Meus amados, pois Meus filhos Marianos são os seguidores da cruz. Meu Filho Jesus Cristo precedeu-vos a todos no carregamento da cruz. Ele teve que experienciar a maior dor por vós. Eu, como Mãe e Co-Redentora, também senti com Ele esta dor.

É demasiado difícil para vós ter que submeter-se esta igreja modernista, da forma como ela se encontra destruída ao chão. Eu teria visto isto de bom grado, Meus amados filhos Marianos, caso, de fato, esta verdadeira igreja católica estivesse em primeiro plano e se prestasse atenção à ela. Por que é que até hoje ainda não é celebrada este único, verdadeiro Santo Sacrifício no Rito Tridentino, apesar dos sacerdotes saberem que eles estão no engano? O tempo ainda não está cumprido. Ainda os sacerdotes se encontram na confusão.

Sim, Meus amados, os sacerdotes perderam a compreensão. Isto é o fim dos tempos. Meu Filho Jesus Cristo tem que vivenciar tudo (de novo) como estes sacerdotes pregam-No na cruz. Eles não estão dispostos a servir o Meu Filho como sacerdotes do sacrifício. Somente quando houver novamente santos sacerdotes do sacrifício a nova igreja gloriosa poderá surgir. Poder-se-á novamente olhar para a igreja católica, pois ela é a única, santa igreja. Jamais haverá uma outra verdadeira igreja.

No momento, a verdadeira igreja católica vai ser pressionada e os mensageiros, que o Meu Filho Jesus Cristo envia, serão desprezados. Eles não podem ter possibilidade alguma de levar a verdade ao mundo. Eles serão acusados, desonrados e banidos. Porém, eles irão mesmo assim continuar a anunciar a verdade, mesmo se os insinuam como fantásticos. Eles são os mártires da alma. Nada deixa-lhes dissuadir de anunciar e testemunhar seu Deus Trino. Eu conduzo todos os mensageiros ao Pai Celestial que apoia-lhes intensamente, permanece junto deles e nunca deixam-nos sozinhos.

Vossa amorosíssima Mãe, Meus amados, teve que submeter-se ao maior sofrimento. Olhai para esta cruz, pois ela permite-vos poder sofrer por amor. Não tive Eu, como vossa Mãe, que vivenciar o mais difícil sofrimento quando Meu Filho morto, o Filho de Deus, estava no Meu colo? Eu O olhei. Sim, Eu tinha-No amado tanto e Eu pude acompanha-Lo 33 anos. Agora Ele salvou o mundo através deste sofrimento da cruz e ninguém quer compreende-Lo até hoje.

Pieta

“Não tive Eu, como vossa Mãe, que vivenciar o mais difícil sofrimento quando Meu Filho morto, o Filho de Deus, estava no Meu colo? Eu O olhei. Sim, Eu tinha-No amado tanto e Eu pude acompanha-Lo 33 anos.”

Vós não podeis imaginar esta dor que Eu senti. Porém, Eu peço-vos a todos vós que carregai solícitos vossa cruz e em agradecimento de que vós podeis carregá-la. Somente quando vós olhais para vossa cruz é que a vossa salvação é certa. Sem cruz não há salvação alguma.

Muitas pessoas acreditam hoje que elas podem desviar da cruz, que elas podem atirá-la fora. Elas podem trabalhar com todos os meios de ajuda para não ter que aceitar a cruz, contudo eles percebem que sem ela as coisas não avançam. A cruz pertence à vida diária. Cada pessoa tem que carregar a própria cruz, solícita ou relutantemente.

Se a pessoa tenta atirar fora a sua cruz então ela perceberá em breve que as coisas se tornam ainda mais difíeis, pois Eu, como Mãe Celestial, tenho compaixão dos Meus e olho para cada cruz e peço ao Pai Celestial que Ele possa aliviá-la, pois Eu amo os Meus filhos Marianos.

Vós estais solicitos e agradecidos de que sempre podeis olhar para esta cruz para carregá-la

A cruz na relva (Rasenkreuz) em Meggen é também um sinal do amor de Meu Filho. Muitas pessoas acorrem para lá para poder acolher a sua cruz.

Meggen Entry

Meggen – Local onde em 30 Junho 1972, uma cruz com as mesmas dimensões da cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo apareceu milagrosamente na relva e, até hoje, mantém-se da mesma forma como surgiu.

Meggen Rasenkreuz

Meggen – Vista do local de aparição da cruz na relva.

Meggen

“A cruz na relva (Rasenkreuz) em Meggen é também um sinal do amor de Meu Filho. Muitas pessoas acorrem para lá para poder acolher a sua cruz.”

Um dia, Meus amados, podereis ver a cruz no firmamento, a cruz iluminada. Então as pessoas saberão que sem a cruz não é possível. Elas verão sua própria cruz, sua própria culpa será colocada diante de seus olhos. Elas terão que chorar lágrimas amargas, caso elas até o momento não tiverem reconhecido sua culpa em uma boa santa confissão.

Durante a intervenção do Pai Celestial, algumas pessoas acorrerão desnorteadas através das ruas e não saberão de nada. Elas não podem mais suportar suas próprias culpas que serão conduzidas a elas diante de seus olhos na visão da alma, pois a suas culpas pesam demasiado, culpas que elas cometeram em suas vidas.

Elas pessoas nunca perguntaram em seu tempo de vida: “como estou com minha culpa? Como e onde posso fazer uma boa confissão?”. Agora é tarde demais para fazer uma confissão. Lamentavelmente elas vêm isto tarde demais.

Eu, como Mãe de Deus, quis tocá-las constantemente em seus corações, contudo elas não ouviram Meu coração ardente de amor. Eu quis preservá-las todas da grave culpa, pois Eu, como Mãe Celestial, amo todos os filhos do Pai Celestial. Cada filho que acorre a Mim, Eu quero ajudá-lo a voltar a encontrar o Pai.

Que todos possam encontrar seu refúgio sobre o Meu Manto Mariano protetor. Possam consagrarem-se sim todos ao Meu Imaculado Coração para ancorar no porto seguro da fé.

Nós gostaríamos hoje de dizer obrigado à Mãe de Deus por todo este sofrimento que Ela, como Co-Redentora, tomou a Si por nós sob a cruz.

E assim Eu abençoo-vos hoje, como vossa amorosíssima Mãe, a Mãe das Sete Dores, com todos os Anjos e Santos, em grande agradecimento, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Meus amados filhos Marianos, estai dispostos para carregardes solícitos vossa cruz para que vós algum dia possais no céu olhar a eterna glória. Amém.